quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Dividindo Mel


"Todo mundo sabe o que é se apaixonar: o frio na barriga, os abraços, os beijos e os sorrisos. Só que ninguém gosta quando o relacionamento dá errado e termina de uma hora para a outra, sem explicações. Melissa sabe muito bem disso. Afinal, ela nem chegou a duas décadas de vida e possui uma lista de ex-namorados (e alguns ex-qualquer-coisa-indefinida) maior do que gostaria. Mel prometeu para Rebeca, sua melhor amiga, que agora iria focar em seu futuro e deixar os relacionamentos para depois, pois tendiam a terminar mais rápido do que começavam. O que ela não esperava era conhecer, por acaso, um cara maravilhoso que parecia o Príncipe Encantado com quem tanto sonhou. E, menos ainda, que seu melhor amigo voltaria para a cidade trazendo consigo um monte de lembranças e acontecimentos especiais. E agora, como ficará o já cansado coração da dividida Mel?"
 (Sinopse retirada da contra-capa do livro)


Antes de começar a falar sobre o livro eu quero contar a história dele. Desde pequenas eu e minhas primas temos um pacto não explícito de evitar comprar um livro que a outra já tenha. Um dia desses, Carol tava aqui por casa e a gente acabou vendo o booktrailer de Divdindo Mel e ela gostou tanto da trilha sonora que quis ler o livro. Passado algum tempo chega o meu aniversário e ela me dá Sendo Nikki de presente enquanto Thalissa e Thalyta decidem me dar Liberte meu Coração. Só que Carol acabou comprando justamente esse livro pra si e disse pras meninas escolherem outro pra me dar. Eu mandei pra elas uma lista de livros por Carol, mas ela pegou a lista e reduziu para somente Dividindo Mel já que ela queria ler, só que aí Thalyssa tava a fim ler Insaciável então... adivinhem: qual livro eu ganhei? Pois é... Ganhei Insaciável. Passa mais algum tempo e chega o aniversário de Carol. Como eu sei que ela tem FMF 1, 2 e 3 e não vai ficar com a coleção desfalcada eu resolvi dar Divindo Mel de presente pra ela, assim ela teria que comprar FMF 4 e eu poderia ler os dois livros. Então... deu pra perceber como a manipulação literária rola solta nessa família né? E que o principal critério pra dar um livro de presente não é pensar o que a aniversariante quer ler, mas sim o que eu quero ler e posso dar pra ela. =p

Ok... ok... Vou falar sobre o livro agora. A história é leve, divertida e flui rapidamente. Não é um livro que vai mudar a sua vida, mas ele vai te fazer refletir sobre bastantes coisas. A história é bem simples, algo que poderia acontecer comigo ou com você, mas é muito gostosa de se ler.

Amei os personagens. A Mel é sonhadora, desastrada e sem sorte no amor. Ela é um doce de pessoa. A Mariana é uma graça. Ela faz tanto o papel de irmã pentelha atentada quanto o de irmã apoiadora e ajudadora. A Rebeca é uma amiga e tanto! Sincera e divertida. O Ricardo é um príncipe! Cavalheiro, romântico sem ser grudento e bem sucedido. Mas o Mateus também não fica atrás. Até a metade do livro eu tava em dúvida sobre com quem a Mel ia ficar e eu gostei tanto dos dois que nem sabia pra quem torcer.

Eu gostei muito da forma como a Iris conduziu a história e de como o conflito da Mel foi resolvido. SPOILER Gostei muito mesmo do fato da Mel ter esperado poder terminar com o Ricardo pra ficar com o Mateus. Na maioria das vezes, os autores preferem optar pela traição. =/  SPOILER

Agora eu tenho que dizer que eu AMEI a mãe do Ricardo. Sempre quis ler ou escrever um personagem assim e posso estar enganada, mas acredito que ela seja influência da mãe da Iris. Só tem uma coisa que não gostei nela: SPOILER  Ela foi chamada de surda-muda e são pouquíssimos os surdos que também são mudos - alguns profissionais até consideram a mudez como inexistente. Então, a não ser que ela também tivesse problema na fala e não se comunicasse oralmente, a denominação correta seria somente surda. #bancandoachatadetalhista SPOILER

Não imagino como é se apaixonar com tanta facilidade e frequência como a Mel, mas entendo perfeitamente o lado sonhador dela. O livro é muito legal e eu recomendo a leitura.

Ps: Ah! E a capa é linda!

3 comentários:

Cíntia Ribeiro disse...

Manipulação é pouco pra vocês, hein! hahahaha

Eu quero ler Dividindo Mel, mas... Acho que já te falei isso, né? Tenho medo de não gostar. Sou meio traumatizada com esse negócio de ler livros de gente que conheço, já fui até bloqueada em blog por causa disso. Mesmo tendo certeza que a Iris não vai fazer escândalo se alguém não gostar do livro, acho que fica chato pra caramba dizer "oi, seu livro é horrível". Não que realmente seja, né... Parece ser legalzinho, desses que a gente pega pra ler numa tarde e se diverte. Enfim, algum dia eu leio. (Aquela que descobriu o Kindle pra Android e está entrando no Amazon agora pra ver o preço do ebook - porque o livro em papel é meio caro. Hmm, 8 dólares...)

Aline Gomes disse...

Outra Mel na parada?

Parece legal.
Eu queria que na minha família fosse assim também :(

Cíntia, quando tu leres o meu pode dizer o que quiser, viu? Não vou te bloquear hahahahaha

Vanessa Carneiro disse...

Cíntia, acho que você ia gostar, como você disse é desses que a gente pega pra ler numa tarde e se diverte. De quebra ainda te deixa pensando sobre a visa.

Aline, outra Mel na parada só que mais velha.
A maior parte da culpa da minha família ser assim é do meu pai. Ele adorava dar livro das Paulinas de presente e acabou me viciando e as minhas primas. Meu irmão larfou de ser viciado para apreciador ocasional. :p