quinta-feira, 31 de março de 2011

Deus me Ama Então Eu Vou à Forra



Eu estava pensando em escrever um post sobre isso desde que acabei de ler "Deixados para Trás" e reparei  numa coisa: na tristeza de Deus quando estava o julgando o povo e afastando algumas pessoas eternamente de sua presença. (Não me venha reclamar de spoiler. Pela sinopse da série é bem óbvio que isso ia acontecer.) E um dia quando eu tava no #buteco com as #bandidas, entre conversas, pizzas e drinks virtuais a Annie falou a seguinte frase: Deus me ama então eu vou à forra. (Só pra esclarecer, ela estava discordando desse tipo de pensamento). E eu achei que essa frase seria excelente pro título dessa postagem.

Post passado ou retrasado (dependendo de pra qual dia eu vou programar esse post) eu falei do amor de Deus, hoje eu quero falar do amor a Deus.

Deus te ama e vai continuar te amando independente do que você fizer. Mas às vezes parece que ao sabermos disso esquecemos deliberadamente que Deus também é justo. Começamos a viver sem nos importarmos com as consequências. Afinal, Deus me ama né? Então... eu vou à forra, vou fazer o que eu quiser! Eu já disse uma vez em algum lugar por aqui: o fato de Deus te amar e te perdoar NÃO vai mudar as consequências dos teus erros. Mentiu e saiu de casa escondido dos pais pra fazer alguma coisa que não devia? Deus continua te amando, mas você ainda vai ficar de castigo. Roubou? Deus te ama, mas você vai preso. Morreu sem se arrepender dos seus pecados e aceitar a Cristo? Deus ainda te ama, mas você vai pro inferno.

E além de todas essas consequências diretas tem mais uma: Deus fica triste. Você acha que o fato de Deus te amar te dá o direito de pintar e bordar, mas em algum momento você já parou pra pensar que as suas ações entristecem o coração dEle? Você diz que O ama, mas age como se não se importasse com os sentimentos dEle.  Que tipo de amor é esse?

Eu não sei vocês, mas eu odeio magoar, entristecer ou decepcionar quem eu amo, mesmo que não seja minha culpa ou que seja "necessário" ou "inevitável" fazer isso.  Imagina entristecer o Pai! Fico bem chateada quando faço isso. Sei que sou humana, sou imperfeita e que cometo erros assim como todo mundo, mas pecar deliberadamente é dose né!? Não estou dizendo que não faço isso às vezes. O que quero dizer é que quando faço isso, quando erro tendo plena conciência do meu erro, e sabendo que a minha ação vai magoar a Deus eu fico triste depois, arrependida e chateda comigo mesma e, portanto, procuro evitar que isso aconteça. Por que? Porque eu amo Deus e não quero entristecê-lO.

Uma vez um personagem que gosto muito chamado Ted Spencer (#sériecris4ever) disse uma frase muito interessante: Ame a Deus e faça o que quiser! À primeira vista essa frase parece liberal demais, mas prestem atenção na passagem bíblica abaixo:

"E um deles, doutor da lei, interrogou-o para o experimentar, dizendo:
Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento."
Mateus 22: 35-38

O que eu entendo é que Jesus resumiu os mandamentos ao primeiro por um simples motivo: quando amamos verdadeiramente a Deus queremos fazer a sua vontade, queremos honrá-lO e obececê-lO. Quando amamos a Deus não queremos entristecê-lO.

Então, esse texto todo foi só pra vocês refletirem um pouco comigo. O que eu quero dizer com tudo isso é basicamente:
  • Deus é um Deus amoroso e um Deus justo. Não pense que porque Ele te ama Ele vai simplesmente passar a mão na sua cabeça sempre que você aprontar alguma.
  • Você ama a Deus? Você realmente sabe o que signifca amar a Deus? Então que tal fazer jus a isso?
  • Se você tem consciência do que é amar a Deus então... ame a Deus e faça o que quiser!
Trilha Sonora pro post de hoje:
Forever Love

Ps: Sinta-se a vontade para discordar.
Pps: Desculpem-me pelo excesso de mas no texto.
Ppps: Talvez "Ame a Deus e faça o que quiser combinasse melhor como título do post, mas é que gostei muito da expressão: "Deus me ama então eu vou à forra". 





8 comentários:

Willy Menezes disse...

-
Fala ai Vanessa! Beleza? own, achei muito bom o texto ai que você desenvolveu. Muito interessante e eu concordo com você. Gostei da frase do Ted também, com certeza vou usá-la mais na frente! haha :D um forte abraço. Ah, tô te seguindo, vou colocar aqui nos meus favoritos.

Abraços!

willymenezes.blogspot.com

Ivinha disse...

legal passar por aqui,e ver quando o dia está findando encontrar um texto muito bom sobre o amor de Deus. gostei muito parabéns.

Cíntia Mara disse...

Ótimo post, Nessa! Esses dias você anda inspirada mesmo, hein? Que continue assim :-)

Da primeira vez que eu li essa frase do Ted, ela me causou estranhamento. Mas depois entendi o que a Robin quis dizer. A parte do "ame a Deus" é a mais importante. E você colocou muito bem a relação entre o "Deus me ama" e do "eu amo Deus". São coisas diferentes. O amor dEle não está em questão, é incondicional e ponto, nada vai mudar. Mas e o meu amor, a quantas anda?

Vanessa Carneiro disse...

Oi willy! Bom te ver por aqui anjinho. Obrigada.

Obrigada Ivinha =D

Eu tb levei um tempo pra entender o que Ted quis dizer com isso, Ci. Como sempre, a Robin colocando a gente pra pensar.

Aline M. Gomes disse...

Vai à forra e depois se torra. kkkkkkkkk

Nem tem o que falar já que já foi tudo dito pelo post. PERFEITO!

Felipe Fagundes disse...

Oi, Vanessa

Simplesmente AMEI esse texto, uito bom de se ler. Quando eu tinha prestado só atenção na imagem pensei: "Ih, auto-ajuda", e todo mundo já deve saber que não curto esse tipo de texto. Mas depois eu olhei para o título e: "Uepa! Tem coisa boa aqui".

Gostei muito do que li, inclusive da frase desse tal Ted.
É muito chato entristecer a Deus, que dirá conscientemente. Pra voltar e pedir perdão é muito mais difícil. Não dá pra amar a Deus e fazer coisas erradas deliberadamente, não dá mesmo!

Belo post ;)

Rebeca Ewerton :* disse...

- É isso ai amiga. Você tocou na minha ferida. Infelizmente , me pego muita das vezes fazendo isso. Digo que amo , mas magôo. Me encontro assim nesse momento. E poxa , teu texto agora foi um tapa na minha cara. Mas , obrigado. Deus usa essas coisas pra nos mostrar quando erramos. Muito bom. Parabéns !

WILVO LEITE disse...

"O Maior Líder do Universo se chama Jesus, e nem por isso é o maior ditador, Ele, de primeira, nos deu o livre arbítrio, e os mais fiéis conseguiram os maiores galardões!"

Ou seja, Amor é Liberdade, Deus nos deixa realmente livre para escolhermos o que quisermos fazer, até pular de uma ponte, mas... isso será uma boa escolha??? será o verdadeiro caminho a seguir??? Nem sempre a liberdade de um povo será a salvação da pátria, as leis fazem com que nos organizemos, impor é mais fácil que libertar, e amar, é conhecer o verdadeiro caminho a seguir...
O Amor é o mais belo de todos os atos, e o pecado é o ponto fraco em um amor, pois jamais saberemos amar sem saber libertar quem queremos amar...
Deus nos Ama, Ele é Pai e Criador, e não quer que caiamos, não quer que soframos... como digo: "Até Adão que não sabia o que era pecado pecou... Imagina Nós!!"
Mas Não devemos ter isso como desculpa, mas sim, saber que podemos cair, mas não viver no chão!
Um Forte Abraço

Até Mais...

Visite Meu Site: www.umpasso.no.comunidades.net

Wilvo Leite